06 junho, 2017

[RESENHA] V DE VINGANÇA

Foto autoral - Veja mais no Instagram @blogparenteses

Vendetta: palavra italiana, tradução vendeta. Vendeta: substantivo que significa vingança, crime que busca reparar uma ofensa, assassinato motivado pela hostilidade entre clãs ou organizações inimigas.

V de Vingança do original V for Vendetta, o nome já diz tudo. Ou quase. Essa é uma história sobre a vingança de um homem, mas, principalmente sobre sua tentativa de derrubar a ordem que o subjulgou e despertar seus ideais de liberdade e justiça. Matar o fascismo e conceber a anarquia.

5 de novembro de 1997, depois de sobreviver a uma guerra nuclear, a Inglaterra triunfa. Governada por um Estado autoritário, sem qualquer tipo de arte ou direito de manifestação cultural e com a população condescendente sobre constante vigilância.

Os campos de concentr... readaptação já não são mais necessários para conter as minorias raciais, políticas e sexuais e população ouve em paz as noticias e recomendações dadas pela Voz do Destino a noite.

Evey Hammond não está em casa ouvindo o computador Destino falar pela rádio, ela está na rua se prostituindo. A garota tem só 16 anos, mas essa é sua alternativa, o trabalho na fábrica rende pouca comida e quase nenhum dinheiro. Pobre Evey, seu azar é tanto. Depois da guerra a mãe morreu e o pai foi preso, fora socialista na juventude. E agora, quase foi morta pelas autoridades.

O homem que a salvou usa uma máscara. Ele vai lhe explicar porquê não mostra o rosto, vai lhe apresentar a música, o teatro, os livros e a liberdade. Ele não tem nome, mas podemos chamá-lo de V.
Não atoa, esse é um dos melhores trabalhos de Moore e Lloyd, um clássico distópico com paralelos em 1984 e Fahrenheit 451. O enredo e os personagens são profundos e tudo ganha complexidade aos poucos.

Há duas partes que, pra mim, sozinhas teriam feito a leitura valer a pena: o dialogo de V com a Madame Justiça e o monólogo do Líder sobre o fascismo. Essas passagens exemplificam a didática da história para desmistificar conceitos políticos.

E em sua totalidade, essa HQ faz pensar por meio de personagens bem desenvolvidos e do uso significativo da imagem.  

Nota: *****/5 + favoritado


@ Isa

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Seu comentário é muito bem vindo.
Leia , pense, se expresse!