24 novembro, 2014

A balada de Esperança: ouça “The Hanging Tree”



Assisti ao filme Jogos Vorazes: Esperança – Parte 1 e não pude ficar indiferente á triste canção de Katniss Everdeen, “The Hanging Tree”. 

Jennifer Lawrence, que interpreta Katniss nos filmes da saga, canta a faixa, com arranjo incrível do compositor James Newton em parceria com o The Lumineers.

A letra da canção é de autoria da Suzanne Collins ( autora da trilogia Jogos Vorazes). “A ideia da música veio do livro... [a autora] Suzanne Collins escreveu a letra e a ideia era que fosse uma velha canção folk que o pai ensinou a ela”, disse ao AOL o diretor do filme, Francis Lawrence. “Então eu sabia que precisaríamos de uma melodia deste tipo. E o The Lumineers fez uma canção muito bonita para a trilha de Em Chamas.”

No enredo do filme, Katniss aprendeu a canção do pai quando era criança. A letra sombria da faixa ganha um novo significado para Katniss, quando a punição da Capital pesa forte sobre ela.
No começo, a música traz a voz de Lawrence cantando a melodia assombrosa à capela até que entra uma orquestra de cordas, guiando a um refrão reforçado por vozes igualmente taciturnas, acompanhando a atriz. É realmente emocionante... Um presente para os fãs da série! 
+ Curiosidade: Segundo a reportagem da revista Rolling Stone, o diretor mandou a atriz a um técnico de voz para ajudá-la a ter confiança para gravar ao vivo.  – “Ela consegue cantar no tom” –disse.  “Ela se sentiu muito vulnerável em relação a cantar, e ela sabia que teria de cantar o dia inteiro. Jen não ficou feliz por ter que cantar durante um dia inteiro, e ela ate chorou um pouco de manhã.” completou o diretor. 
Minha opinião? Ela arrasou! 
Ouça “The Hanging Tree”, de Jogos Vorazes: A Esperança – Parte Um, interpretada por Jennifer Lawrence.



A faixa estará inclusa no álbum com trilhas do filme (não na trilha sonora pop feita por Lorde), que chega às lojas em 24 de novembro. Confira aqui a lista com as demais canções que estarão no álbum. 


fonte: http://rollingstone.uol.com.br/

14 novembro, 2014

A Singularidade dos Figurinos de "Meu Pedacinho de Chão" : O vestir ressignificado

Criatividade Têxtil : Vestido de Noiva da Personagem Milita
A criatividade e a singularidade conferidas ao figurino de Meu Pedacinho de Chão, novela das seis exibida pela Globo entre abril e agosto deste ano, assume  sua  expressão mais lúdica na exposição Thanara Schönardie - Meu Pedacinho de Chão, que acontece entre os dias 9 e 16 de novembro, na Praça das Artes, em São Paulo, como parte da programação do TELAS - Festival Internacional de TV. Com produção de Jorge Farjalla, serão expostos cerca de 40 figurinos de personagens que exploram os significados dos objetos. 

Sobre a Obra: Os Figurinos

O processo de criação do figurino  da novela tem a característica de “ressignificar” objetos atribuindo a eles novos sentidos. São materiais que, a serviço da dramaturgia, assumem a função de tecidos, adornos e viram elementos narrativos.

Em seu processo de criação, a figurinista usou elementos como vinil, látex, canudinhos, bijuterias, bexigas, talheres de plástico, pedaços de brinquedo e até rendas originais do século XVIII, destituindo-os de  sua função original para que adquirissem novo significado na composição dos personagens. As casacas dos personagens Epa (Osmar prado), Ferdinando (Johnny Massaro) e Renato (Bruno Fagundes), por exemplo, são suspensas e presas a fios, transformando-se num balão - um balão inflado pela memória.  Os sapatos de Catarina (Juliana Paes), feitos com balas e doces, são servidos em bandejas, deixando de serem sapatos e virando guloseimas.

O vestir ressignificado faz pensar nos usos de inumeros objetos e faz também repensar o desuso de outros tantos.... A obra da figurinista ainda, amplia as possibilidades de texturas e inspira profundamente a criação de novas formas e novos tecidos. 

Confira abaixo imagens da exposição:
















Sobre a Figurinista: Thanara Schönardie

De Caxias do Sul (RS), formada em Jornalismo, Moda e Estilo e Publicidade, Thanara Schönardie trabalhou em todas essas áreas antes de chegar ao Rio de Janeiro, há mais de 10 anos. Na cidade carioca, participou de feiras de moda, mas as exigências do mercado norteado por tendências pré-estabelecidas as levaram a procurar o caminho de criação de peças mais autorais. Logo encontrou no figurino a realização artística.

+ Informação sobre a exposição:
Exposição Thanara Schönardie - Meu Pedacinho de Chão                         
Quando: 9 a 16 de novembro, das 10h às 18h                                         Onde: Praça das Artes - Av. São João, 281 - Centro - São Paulo                 
Entrada gratuita (é necessário retirar ingressos até uma hora antes da sessão)
Fonte: redeglobo.globo.com