03 agosto, 2014

[Poesia do mês #3] Não sei quantas almas tenho



Não sei quantas almas tenho.

Cada momento mudei.

Continuamente me estranho.

Nunca me vi nem acabei.

De tanto ser, só tenho alma.

Quem tem alma não tem calma.

Quem vê é só o que vê,

Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.

Cada meu sonho ou desejo

É do que nasce e não meu.

Sou minha própria paisagem;

Assisto à minha passagem,

Diverso, móbil e só,

Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.

O que segue não prevendo,

O que passou a esquecer.

Noto à margem do que li

O que julguei que senti.

Releio e digo: “Fui eu?”

Deus sabe, porque o escreveu.
  
                                                                                  Fernando Pessoa

+ O Poeta e a Poesia: 

Concordo com Pessoa, viver a vida e pensar a vida são opostos que sempre nos desafiam...

Fernando Pessoa. Escritor e poeta, Fernando Pessoa é considerado, ao lado de Luís de Camões, o maior poeta da língua portuguesa e um dos maiores da literatura universal. O crítico literário Harold Bloom afirmou que a obra de Fernando Pessoa é o legado da língua portuguesa ao mundo. Fernando Pessoa nasceu em Lisboa, em junho de 1888, e morreu em novembro de 1935, na mesma cidade, aos 47 anos, em consequência de uma cirrose hepática. Sua última frase foi escrita na cama do hospital, em inglês, com a data de 29 de Novembro de 1935: ‘I know not what tomorrow will bring’ (Não sei o que o amanhã trará).

+ Dica de Leitura:

 O Portal domínio Público disponibilizou toda a Obra poética de Fernando Pessoa para download gratuito!  Clique aqui é baixe o que quiser do poeta ;)




4 comentários :

  1. Amo o Pessoa e muitos dos poetas brasileiros, como Leminski - meu favorito. HAhahaha! Adorei esse poema em especial e vou procurar por outros dele imediatamente.

    Beijos,
    Juan Silva - http://asasliterarias.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahh ...Quero muito um livro do Leminski!
      Procure sim Juan, não há como se arrepender ;)
      Bjs

      Excluir
  2. Uau! Adorei!
    Simplesmente demais! Amo as poesias dele, mas essa eu não conhecia!
    Obrigada por me apresentá-la!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Demais mesmo! Fernando Pessoa costuma me render boam descobertas também. <3
    Bjs!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo.
Leia , pense, se expresse!